NO AR
Salvador FM
Política
Compartilhar

Presidente do Consórcio Nordeste mostra indignação após exclusão de famílias nordestinas do Auxílio Brasil

Por Redação LDNotícias no dia 30 de nov - 19h21 | Foto: Reprodução

Presidente do Consórcio Nordeste mostra indignação após exclusão de famílias nordestinas do Auxílio Brasil

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), demonstrou sua indignação após descobrir que famílias nordestinas de baixa renda que recebiam o Bolsa Família foram excluídas do novo programa assistencial, Auxílio Brasil. O petista afirmou que junto às autoridades competentes vai buscar uma solução para contemplar essas famílias com o benefício.

“Recebemos com muita preocupação, e até indignação, conforme externou a Câmara Temática da Área da Assistência Social do Nordeste, esse modelo excludente, onde se deixa de fora, pessoas, famílias que têm baixa renda comprovadamente, e deixam de receber o Bolsa Família. São 148 mil famílias no Brasil, dessas, aproximadamente um terço, 57/58 mil da região nordeste. Por essa razão, o Consórcio Nordeste vai seguir junto com a Defensoria Pública nacional dos estados, com nossos procuradores, buscando junto ao governo Federal contemplar as pessoas que ficaram de fora”, destacou Dias.

Segundo dados do VISDATA, divulgados pela Câmara Temática da Assistência Social do Consórcio Nordeste, a região Nordeste foi a mais prejudicada pelo Auxílio Brasil. “O Programa Auxílio Brasil traz graves implicações para a gestão pública. Mas é na exclusão da população mais vulnerável, no que se refere ao direito à segurança de renda, e no seu caráter temporário, em consequência da ausência de recursos para o seu financiamento continuado, é onde residem os impactos mais negativos do novo programa”, reiteram os membros da Câmara Temática do consórcio regional.

Ainda de acordo com a pesquisa, o número de famílias do Bolsa Família excluídas pelos critérios do novo Auxílio Brasil é muito preocupante. Observa-se que no Brasil essa exclusão foi de 148.482 famílias, sendo que desse total, 57.901 famílias são da região Nordeste, a mais prejudicada. Seguida pela da região Sudeste, com 50.894 famílias excluídas; na região Sul, 18.186;  Norte, que foram excluídos 13.181 beneficiários e na região Centro-oeste, 8.320.

O Consórcio Nordeste acrescenta ainda que que seja realizado um amplo diálogo com todos os agentes públicos e com a população que sofre com a desigualdade, com vistas a potencializar esforços coletivos pela superação do cenário de crise, com fortalecimento do papel central do Estado Democrático de Direito.

Relacionadas